1 comentário:
De maria jose reliquias a 24 de Setembro de 2010
Sinto-te quando nao estas!
Hum...Como desejo ver-te.
Desejo-te, cada dia mais.
Imagino-te aqui,
Comtemplo teu rosto
Te vejo sorrindo,
Com um olhar doce e sereno
Aqui, nesta solidao onde me encontro,
queria trespassar o tempo...
Deixar a imaginaçao floir.
O pensamento leva-me onde o desejo quer chegar.
Chego a sentir-te, pois e isso que quero.
Pressinto quando te chegas a mim e me tocas.
Ate o teu cheiro me envolver e me embriagar.
O calor do teu corpo, tao perto...
Oh...como e doce este momento,tao real,tao verdadeiro.
Sinto-te mesmo aqui. Os teus labios procuram os meus, com tanta delicadeza, que me deixo levar ao
ponto de explodir de desejo.
Pois entre a imaginaçao e a realidade tudo se
torna confuso,
E penso ter vivido este delicioso momento.

MARIA JOSE RELIQUIAS

Comentar post