4 comentários:
De Nita a 29 de Março de 2007
Cada um de nós é uma estrela ...que brilha com mais ou menos intensidade, dependendo da sua exposição ás coisas que mais nos fazem brilhar.
A tua leitura é de deixar os olhos presos por entre as linhas e entrelinhas, e consumir o mais que pudermos sem nos cansar.
Tens a suavidade na escrita, a magia nas palavras e a saudade no coração.
De ti brota o mais puro sentimento, o Amor.
Beijo e mta força
De ALPHA a 28 de Março de 2007
por momentos a paisagem é arquitectura, por momentos os sentimentos são palpáveis...o teu poema é muito rico, mas mais rica me pareceu a tua poesia.
sem exageros nem rodeios, a densidade da alma humana está bem apanhada pela densidade com que interpretas a vida.

parabéns.
De Maria Oliva a 22 de Março de 2007
Bonito. O sumo dos frutos a arder!
De serenidade a 15 de Março de 2007
Cara Mel,
esse teu sentir transformado em palavras tão bem conjugadas que culmina no querer do amor, o Amor sentido, vivido qual a corrente harmoniosa do rio, o seiva que corre nas veias inflamadas das árvores que alimenta o fruto, a flor e as folhas renascidas, o voo singular das andorinhas que voltam a cada Primavera....
simplesmente maravilhoso.
Continua...

Beijos de luz serena

Comentar post