Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007

(35) Tânia

TÂNIA

Outrora ao preterir-te,
Banir-te do meu coração
Cometi nefasto pecado vienal
Arrependido recebi remissão
Hoje meu amor é incondicional.
Amo-te mais do que antigamente
És a menina dos meus olhos,
Minha eterna mulher
Não uma relação desvanecente.
Sua cabeça é avançada
Tenho que acompanhá-la
Para dizer-te
Panegíricos lindos, sutis, inteligentes
E coroar-te definitivamente como minha amada.
Agora tenho certeza
Que você me ama e ficará ao meu lado
Esmerar-me-ei para o nosso amor nunca acabar
Descobri que alimentar esse amor
É uma rica e prazerosa proeza.
Meu amor é você
Sendo assim...
Não amar-te-ei como um proxeneta
Nosso amor a cada dia
Está mais perto de Deus
Livrou-me do tédio
Quando vivia como anacoreta.
Tu és indescritivelmente bela nenúfar
Plantada no jardim em Marte
Deixo claro pra todo que me lê
Como é bom amar-te.
 
   
 
AUTOR: ROBERTO MAURO THOMAZ
publicado por poesiaemrede às 18:33
link do post | comentar | favorito
|
Site_Poesia_em_Rede
. Índice dos Poemas de Amor

.Poemas a Concurso

. Publicação Final

. (152) Cinzas

. (151) Sentei-me à beira-m...

. (150) Caí na desgraça

. (149) O amor é o fim

. (148) Um Mundo de Sonho/U...

. (147) O tempo

. (146) Não foi à primeira

. (145) Amor

. (144) Deixa o sol saber e...

. (143) Do Amor

. (142) História de vida (A...

. (141) Te quero...

. (140) Infinito

. (139) Sonhar é viver...

. (138) Momento de Amar

. (137) Amar com seis senti...

. (136) "Sem título"

. (135) Poema Tropical

. (134) O que sinto : é amo...

. (133) Play

. (132) Continua*

. (131) Tu és...

. (130) Amor de Noite e Dia

. (129) Aparece

. (128) Graças a ti...

. (127) Je T' Aime

. (126) Amanhecendo em ti

. (125) Sentimento do Amor

. (124) Querer Bem

. (123) Magia transparente

. (122) Margens de mim

. (121) Sou... Ser...

. (120) Hoje olho-te

. (119) Moras num livro

. (118) Pra que nome?

. (117) Solidão

. (116) "Triefe"

. (115) Partiste, sem satis...

. (114) União

. (113) Ode Única

. (112) Lá na esquina da ca...

. (111) Amor

. (110) Sinto...

. (109) Paixão Proibida!

. (108) Momento

. (107) Os olhos do meu amo...

. (106) Quero cada uma das ...

. (105) Tempo

. (104) O que é o amor?...

.Mais Poemas

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Limitações na base dos Blogs SAPO não nos permitem publicar, conforme prevíamos, um link directo para os primeiros poemas. Aos visados as nossas desculpas.

.Poesia em Rede

blogs SAPO

.subscrever feeds

Cell Phones