Domingo, 1 de Abril de 2007

(152) Cinzas

Cinzas

 

O brilho, orla metálica

deslizando sobre

as falanges desertas

simples arremesso

entre o sentido

e a palpitação

fluindo sob o adarve da aorta

e a masmorra do ventrículo

como se a noite depusesse

a pétala, no cinzeiro lírico do amor

e aguardasse uma só face

estendida na promessa,

oxigenando o rosto do beijo,

sobre o jorro das cinzas agasalhadas

numa só face…

a tua face,

desenleando ternos olhares nas mãos

que te ampararão.

 

 

Pseudónimo: Álvaro Mar

publicado por poesiaemrede às 01:48
link do post | comentar | favorito
|
24 comentários:
De Carlitos Agostinho Furete a 30 de Julho de 2014 às 19:03
A verdade do amor sente-se no respeito redencial e comportamento. Pod respeitar muito pra te fecha quanto nao saber, o amor esta de cada um, esprime-se a que te coordenar com o teu amor
De Prince alves a 27 de Maio de 2014 às 18:30
Maning eu gosto muito do saite pork dscobre muitas coisas i minha esposa gostou
De Prince a 27 de Maio de 2014 às 18:27
Eu gostei muito desse saite porqud minha espora tinha mi deixado mais eu enviei uma mensagei com esse poema
De samuel manico a 3 de Maio de 2014 às 01:56
excelent coisa bonita goxtei...
De Andre hilario montheiro a 3 de Fevereiro de 2014 às 13:40
Ola psoal chamo me Andre hilario hoopa eu muinto querido com ax mocas e tabem ko a sociaeda gracas ao puetax tenho envextigado baxtant o voso w tblh nota 20 goxto
De Ralph Alfredo Mondlane a 17 de Janeiro de 2014 às 06:34
Eu sou Rafael Alfredo Mondlane, na verdade é o que o amor tem feito..gostei.
De Ana silvia a 7 de Janeiro de 2014 às 21:45
Epha o amor é assim mesmo
De SEBASTIAN FRANCISCO SEBÁ a 5 de Dezembro de 2013 às 07:22
devemos retificar o que esta mal, e não criticar sem dares a sua contribuição, gostei.
De rock feliciano a 5 de Novembro de 2013 às 05:08
Amor é um verbo que so dois labios apaixonados sabem conjugar com um beijo taô apaixonado
De Thayna dias a 22 de Outubro de 2013 às 15:28
Nao faz meu estilo + gostei so e muitoo enjuado.

Comentar post

Site_Poesia_em_Rede
. Índice dos Poemas de Amor

.Poemas a Concurso

. Publicação Final

. (152) Cinzas

. (151) Sentei-me à beira-m...

. (150) Caí na desgraça

. (149) O amor é o fim

. (148) Um Mundo de Sonho/U...

. (147) O tempo

. (146) Não foi à primeira

. (145) Amor

. (144) Deixa o sol saber e...

. (143) Do Amor

. (142) História de vida (A...

. (141) Te quero...

. (140) Infinito

. (139) Sonhar é viver...

. (138) Momento de Amar

. (137) Amar com seis senti...

. (136) "Sem título"

. (135) Poema Tropical

. (134) O que sinto : é amo...

. (133) Play

. (132) Continua*

. (131) Tu és...

. (130) Amor de Noite e Dia

. (129) Aparece

. (128) Graças a ti...

. (127) Je T' Aime

. (126) Amanhecendo em ti

. (125) Sentimento do Amor

. (124) Querer Bem

. (123) Magia transparente

. (122) Margens de mim

. (121) Sou... Ser...

. (120) Hoje olho-te

. (119) Moras num livro

. (118) Pra que nome?

. (117) Solidão

. (116) "Triefe"

. (115) Partiste, sem satis...

. (114) União

. (113) Ode Única

. (112) Lá na esquina da ca...

. (111) Amor

. (110) Sinto...

. (109) Paixão Proibida!

. (108) Momento

. (107) Os olhos do meu amo...

. (106) Quero cada uma das ...

. (105) Tempo

. (104) O que é o amor?...

.Mais Poemas

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Limitações na base dos Blogs SAPO não nos permitem publicar, conforme prevíamos, um link directo para os primeiros poemas. Aos visados as nossas desculpas.

.links

.Poesia em Rede


. Poesia em Rede

. seguir perfil

. 18 seguidores

blogs SAPO

.subscrever feeds

Cell Phones