Domingo, 1 de Abril de 2007

(151) Sentei-me à beira-mar

 

Sentei-me à beira-mar

O sol batia-me no rosto.

O vento fazia-me arrepiar…

Olhei em teus olhos

Vi-me reflectida em ti.

Suavemente tocaste na minha mão

Estremeci… Corei... Sorri…

Ninguém controlava aquela situação

Ninguém sabia onde ia parar…

Um leve suspiro…

Uma momentânea troca de um olhar…

E tanto que eu te queria dizer…

Dei por mim na tua boca

Um toque… um beijo…

Nada mais ficaria por dizer

Sentias o meu desejo

Era mais do que podias saber…

Queria-te mais que tudo…

E ali ficamos… olhamos o horizonte

Abraçados… longe do mundo

Entre beijos e olhares e carinhos

E palavras sinceras que saíam…

 

É assim que me fazes sentir

É assim que quero estar

Junto a ti… sentir-te… beijar-te…

Estarei a sonhar? Sim, estou…

Mas estamos quase a acordar

E um no outro vamo-nos saciar…

 

 

Ass: Vânia

publicado por poesiaemrede às 01:47
link do post | comentar | favorito
|
130 comentários:
De Bispo a 25 de Abril de 2016 às 01:23
Eu quero aquela que pasaa
Tão lindo como o carmesim.
Que mesmo linda se faz fumaça
Mas quando passa sorrir pra mim.
Eu quero aquela que pasaa
Tão bela como a estação
Que mesmo bela, se faz fumaça
E leva sempre meu coração.
Eu quero aquela que passa...

Bispo
De Telmina a 3 de Junho de 2014 às 17:22
Ai,esse poema deixa me sm ar,dsd prmeiro dia k eu li sonho vivend isso cm meu amr.
De salove a 4 de Maio de 2014 às 16:00
ya isso faz se rentir bm \"se amar fosse pecado nao seria mas inocente\"
De pedro Igor a 21 de Abril de 2014 às 14:18
Gostei muito u máximo .
De daniela a 13 de Abril de 2014 às 17:35
gostei muito
De david de oliveira lau a 7 de Abril de 2014 às 11:48
hum será mesmo?
De Kesia ramos a 18 de Fevereiro de 2014 às 01:09
Gostei e tudo ok eu passei....
De Aly pedro teane a 10 de Fevereiro de 2014 às 12:10
Vania,isto esta muito doce continua assim
De Aly Pedro Teane a 10 de Fevereiro de 2014 às 12:05
É muito forte,falar de amor è falar de algo intocante e invisivel,gostei de ouvir falar dos sentimentos amorosos!
De Anónimo a 8 de Fevereiro de 2014 às 19:00
Muito romantico.

Comentar post

Site_Poesia_em_Rede
. Índice dos Poemas de Amor

.Poemas a Concurso

. Publicação Final

. (152) Cinzas

. (151) Sentei-me à beira-m...

. (150) Caí na desgraça

. (149) O amor é o fim

. (148) Um Mundo de Sonho/U...

. (147) O tempo

. (146) Não foi à primeira

. (145) Amor

. (144) Deixa o sol saber e...

. (143) Do Amor

. (142) História de vida (A...

. (141) Te quero...

. (140) Infinito

. (139) Sonhar é viver...

. (138) Momento de Amar

. (137) Amar com seis senti...

. (136) "Sem título"

. (135) Poema Tropical

. (134) O que sinto : é amo...

. (133) Play

. (132) Continua*

. (131) Tu és...

. (130) Amor de Noite e Dia

. (129) Aparece

. (128) Graças a ti...

. (127) Je T' Aime

. (126) Amanhecendo em ti

. (125) Sentimento do Amor

. (124) Querer Bem

. (123) Magia transparente

. (122) Margens de mim

. (121) Sou... Ser...

. (120) Hoje olho-te

. (119) Moras num livro

. (118) Pra que nome?

. (117) Solidão

. (116) "Triefe"

. (115) Partiste, sem satis...

. (114) União

. (113) Ode Única

. (112) Lá na esquina da ca...

. (111) Amor

. (110) Sinto...

. (109) Paixão Proibida!

. (108) Momento

. (107) Os olhos do meu amo...

. (106) Quero cada uma das ...

. (105) Tempo

. (104) O que é o amor?...

.Mais Poemas

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Limitações na base dos Blogs SAPO não nos permitem publicar, conforme prevíamos, um link directo para os primeiros poemas. Aos visados as nossas desculpas.

.links

.Poesia em Rede


. Poesia em Rede

. seguir perfil

. 18 seguidores

blogs SAPO

.subscrever feeds

Cell Phones