Sábado, 24 de Março de 2007

(128) Graças a ti...

Graças a ti…

 …Agora posso dizer que SIM!

Que sorrio de maneira diferente

Que a vida brilha mais para mim

E me ilumina com a sua alegria permanente…

Posso dizer que fui abraçada pelo mais belo infinito céu

E levada para junto das mais cintilantes estrelas…

Agora que te tenho…

Para me protegeres…

Para comigo os bons e o maus momentos viveres

Para com um sorriso mais tarde os recordar

Caminhos cruzados,

Carinhos partilhados, sentimentos adorados…

As palavras que me dizes, o teu toque, o teu olhar…

Faz-me agora acreditar

Que sou uma pessoa mais feliz.

Que tenho um tesouro tão precioso, que tanto quero guardar…

Adorar…respeitar…amar…

Ficar mesmo eternidades a contemplar a sua beleza

E até mesmo a riqueza que trouxe para a minha vida.

Quando o abro não vejo ouro ou diamantes,

Tão pouco belas jóias ou notas grandes,

Vejo e sinto paz, brilho…

Sentimentos tão fortes e intensos

Tenho orgulho em mostrá-lo…aos sete mares ou quatro ventos,

Vou guardá-lo para sempre, dento de mim eternamente…

A ti meu tesouro eu te peço…

Que continues comigo de mão dada por este caminho mágico…

Onde o destino fez questão de nos cruzar…

Não em vão creio eu…

Por isso juntos vamos continuar!!!

  

Cátia Afonso

publicado por poesiaemrede às 17:46
link do post | comentar | favorito
|
Site_Poesia_em_Rede
. Índice dos Poemas de Amor

.Poemas a Concurso

. Publicação Final

. (152) Cinzas

. (151) Sentei-me à beira-m...

. (150) Caí na desgraça

. (149) O amor é o fim

. (148) Um Mundo de Sonho/U...

. (147) O tempo

. (146) Não foi à primeira

. (145) Amor

. (144) Deixa o sol saber e...

. (143) Do Amor

. (142) História de vida (A...

. (141) Te quero...

. (140) Infinito

. (139) Sonhar é viver...

. (138) Momento de Amar

. (137) Amar com seis senti...

. (136) "Sem título"

. (135) Poema Tropical

. (134) O que sinto : é amo...

. (133) Play

. (132) Continua*

. (131) Tu és...

. (130) Amor de Noite e Dia

. (129) Aparece

. (128) Graças a ti...

. (127) Je T' Aime

. (126) Amanhecendo em ti

. (125) Sentimento do Amor

. (124) Querer Bem

. (123) Magia transparente

. (122) Margens de mim

. (121) Sou... Ser...

. (120) Hoje olho-te

. (119) Moras num livro

. (118) Pra que nome?

. (117) Solidão

. (116) "Triefe"

. (115) Partiste, sem satis...

. (114) União

. (113) Ode Única

. (112) Lá na esquina da ca...

. (111) Amor

. (110) Sinto...

. (109) Paixão Proibida!

. (108) Momento

. (107) Os olhos do meu amo...

. (106) Quero cada uma das ...

. (105) Tempo

. (104) O que é o amor?...

.Mais Poemas

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Limitações na base dos Blogs SAPO não nos permitem publicar, conforme prevíamos, um link directo para os primeiros poemas. Aos visados as nossas desculpas.

.links

.Poesia em Rede


. Poesia em Rede

. seguir perfil

. 18 seguidores

blogs SAPO

.subscrever feeds

Cell Phones