Sexta-feira, 16 de Março de 2007

(109) Paixão Proibida!

Paixão Proibida!

 

Estou a sofrer imenso por uma paixão proibida…

Ao vê-la meu coração

Arde de emoção

Meus olhos, meus olhos brilham

Quando, com os seus se cruzam

E, eu fico sem jeito

Sinto um enorme aperto no peito…

Eu sei que não devia!

Nem podia!

Mas, eu não consigo, não consigo não!

Deixar de sentir essa paixão

Eu sei, que não era para acontecer

Mas, foi mais forte que o meu querer

Eu sei, que não devia assim pensar

Mas, queria tanto a poder beijar

Queria tanto o calor do seu corpo sentir

E do meu lado vê-la a sorrir

Queria tanto conseguir lhe dizer

O que por ela estou a sentir e a sofrer…

É intenso o que sinto e o quanto a desejo

Sempre que a vejo

Eu sei, e a cada dia que passa, aumenta essa paixão

Que arde intensamente dentro meu coração

E me deixa a sofrer

Mas, não lhe posso dizer?

Não sei! Tenho tanto medo de a perder!...

Porquê?... Porque não a posso ter?

 

Francisco José

publicado por poesiaemrede às 02:19
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Anónimo a 2 de Novembro de 2012 às 12:28
NOOOOSSAA,tem exatamente dezenove anos q vivo um amor proibido e q acho q jamais sera permitido,so qm ama sabe o qnt isto doi aiaiaiaiaiaiaiai meu deus socorro
De josiane moura a 5 de Outubro de 2012 às 06:05
So quem sabe oque e hum amor proibido sabe oq e sofrer mesmo , dizen que o amor na faz sofre , mais eu axo que isso e mentira todo amor e sofrido por ter o fato de lutar contra esse Amor !
De Maria Santos a 27 de Dezembro de 2011 às 23:59
Parabéns, está lindo!!!! Adorei mesmo.
De Claudineia Pereira da Cunha. a 29 de Setembro de 2011 às 23:12
Nossa! Esse poema descreve toda a minha história por um amor proíbido.
De Aninha a 1 de Novembro de 2010 às 13:40
Esse poema é a mais pura realidade da minha vida, amo tanto mas é um amor proibido. Espero que eu esteja enganada e que esse amor um dia se torne realidade.
De Ruben a 19 de Janeiro de 2011 às 10:11
ana espero que tenhas sorte no amor

Comentar post

Site_Poesia_em_Rede
. Índice dos Poemas de Amor

.Poemas a Concurso

. Publicação Final

. (152) Cinzas

. (151) Sentei-me à beira-m...

. (150) Caí na desgraça

. (149) O amor é o fim

. (148) Um Mundo de Sonho/U...

. (147) O tempo

. (146) Não foi à primeira

. (145) Amor

. (144) Deixa o sol saber e...

. (143) Do Amor

. (142) História de vida (A...

. (141) Te quero...

. (140) Infinito

. (139) Sonhar é viver...

. (138) Momento de Amar

. (137) Amar com seis senti...

. (136) "Sem título"

. (135) Poema Tropical

. (134) O que sinto : é amo...

. (133) Play

. (132) Continua*

. (131) Tu és...

. (130) Amor de Noite e Dia

. (129) Aparece

. (128) Graças a ti...

. (127) Je T' Aime

. (126) Amanhecendo em ti

. (125) Sentimento do Amor

. (124) Querer Bem

. (123) Magia transparente

. (122) Margens de mim

. (121) Sou... Ser...

. (120) Hoje olho-te

. (119) Moras num livro

. (118) Pra que nome?

. (117) Solidão

. (116) "Triefe"

. (115) Partiste, sem satis...

. (114) União

. (113) Ode Única

. (112) Lá na esquina da ca...

. (111) Amor

. (110) Sinto...

. (109) Paixão Proibida!

. (108) Momento

. (107) Os olhos do meu amo...

. (106) Quero cada uma das ...

. (105) Tempo

. (104) O que é o amor?...

.Mais Poemas

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Limitações na base dos Blogs SAPO não nos permitem publicar, conforme prevíamos, um link directo para os primeiros poemas. Aos visados as nossas desculpas.

.Poesia em Rede

blogs SAPO

.subscrever feeds

Cell Phones