Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2007

(74) Arco-Íris

Arco-Íris
 
Fechei os olhos, cerrei-os para o sonho de ti
E corri para os teus braços envolventes,
Tão cheios de amor e mil mundos sem fim,
Protegida sob os teus olhos brandos e diligentes,
Brincando e sorrindo como nunca sorri.
E corri e de tão solta já voava
Ouvindo sons tão belos que a tua alma me cantava
E tão tua há tanto tempo te amava.
 
Meu anjo, que com asas de profeta do éter desceste
Abandonando o teu lar tão lindo e celeste
Tendo como único intento a realização deste amor.
Oh minha Ilusão que de mim tiraste a dor
Diz-me que me levarás para sempre contigo
E que me deixas fazer teu coração meu abrigo
Ou então solta-te dessas asas mágicas
De pássaro, de anjo, de um lindo nada,
Que eu já me libertei das minhas trágicas,
Laranjas e tão enormes asas de pequena fada.
E já não as quero laranjas nem de outra cor
Porque já não me embelezam nem me fazem voar,
Agora as minhas asas são o teu amor
Que me levam onde nunca pude imaginar
E só em ti encontro o doce sabor
De um arco-íris de todas as cores que já sei de cor.
 
Verónica Simão
publicado por poesiaemrede às 02:29
link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De joaquim a 4 de Dezembro de 2012 às 22:25
Lindos Lindos os teus poemas parabens Veronica!
De Anónimo a 4 de Dezembro de 2012 às 22:23
Lindos Lindos os teus poemas parabens Veronica!
De Anónimo a 4 de Dezembro de 2012 às 22:18
Parabens Veronica!!
De joaquim francisco a 10 de Setembro de 2012 às 23:24
Fiquei super contente e surpreendido por ter lido agora mesmo,este tao lindo poema escrito por ti.
De Susana a 25 de Março de 2007 às 17:38
Ha muito tempo que eu nao lia poemas de amor... e lembrei me como um grande e uma bela história de amor propocionam a alegria interior que tanto nos faz falta...
O poema esta lindissimo... e espero k continus a escrever desta forma... para que a esperança de um grande amor nunca morra... para algumas pessoas que ja nao acreditam...
Jokinhas gandes...
De margarete a 25 de Março de 2007 às 17:27
bem miga!!!!!!!!!...adorei...lindo k ta!!!!!!..eu k te vi começar a seguir esta caminho...noto uma grande,mas grande evolução...tu és linda...e toda a tua beleza interior,se reflecte em tudo k tu escreves...so espero k consigas...ador-t!!boa sorte!!!! ***sss ;)
De Tiago Leal a 25 de Março de 2007 às 07:46
Magnífico , eu que pinto telas e vejo imagens, todo este poema me emotiva umas belas cores leves, como aguarelas pintadas como paraísos, onde mil cores vivas de alegria se misturam ao ritmo do bater do coração, um ritmo forte e constante. Um amor que vive da alegria das cores e das emoções da vida.
Não sei usar as palavras para o que senti, mas quem o lê sente o carinho e o amor com que cada palavra do poema foi escrita.
És uma excelente poetisa, e uma magnifica mulher.
De marcinha a 20 de Março de 2007 às 21:18
este poema fex-m recordar velhos momentos passados a tue lado..momentos em k rimos e xoramos em k as coisas eram diferentes...agora tas distante de mim e eu aki contigo na lembranca sorrio kando me lembro k a distancia n importa...o k importa sao os sentimentos.....e o k eu sinto por ti 'e mais k amizade.....'e amor de irmao..pk para mim 'e o k tu 'es! o poema esta lindo mas vindo de ti....s'o podia...:)
ps: ja tou com a lagrima no canto do olho..lol
De Carlos Pereira a 15 de Março de 2007 às 15:13
Parabéns Verónica, o poema esta muito bom, concordo plenamente com ele, o amor faz-nos voar e ver um mundo completamente diferente.
Espero que me continues a surpreender porque os teus trabalhos são fantasticos e evoluindo um pouco mais alcançaras patamares inimaginaveis!
Beijo e abraços pra ti e pro teu "anjo".
De tino a 5 de Março de 2007 às 14:21
muito bom mesmo...nada k me surpreenda pois da tua vocação para a poesia ja toda a gente conhece...ainda por cima agora apaixonada como andas...em poesia nem chega mais alto k tu!
Beijinhus e muitas felicidades pa ti e po teu anjo!

Comentar post

Site_Poesia_em_Rede
. Índice dos Poemas de Amor

.Poemas a Concurso

. Publicação Final

. (152) Cinzas

. (151) Sentei-me à beira-m...

. (150) Caí na desgraça

. (149) O amor é o fim

. (148) Um Mundo de Sonho/U...

. (147) O tempo

. (146) Não foi à primeira

. (145) Amor

. (144) Deixa o sol saber e...

. (143) Do Amor

. (142) História de vida (A...

. (141) Te quero...

. (140) Infinito

. (139) Sonhar é viver...

. (138) Momento de Amar

. (137) Amar com seis senti...

. (136) "Sem título"

. (135) Poema Tropical

. (134) O que sinto : é amo...

. (133) Play

. (132) Continua*

. (131) Tu és...

. (130) Amor de Noite e Dia

. (129) Aparece

. (128) Graças a ti...

. (127) Je T' Aime

. (126) Amanhecendo em ti

. (125) Sentimento do Amor

. (124) Querer Bem

. (123) Magia transparente

. (122) Margens de mim

. (121) Sou... Ser...

. (120) Hoje olho-te

. (119) Moras num livro

. (118) Pra que nome?

. (117) Solidão

. (116) "Triefe"

. (115) Partiste, sem satis...

. (114) União

. (113) Ode Única

. (112) Lá na esquina da ca...

. (111) Amor

. (110) Sinto...

. (109) Paixão Proibida!

. (108) Momento

. (107) Os olhos do meu amo...

. (106) Quero cada uma das ...

. (105) Tempo

. (104) O que é o amor?...

.Mais Poemas

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Limitações na base dos Blogs SAPO não nos permitem publicar, conforme prevíamos, um link directo para os primeiros poemas. Aos visados as nossas desculpas.

.Poesia em Rede

blogs SAPO

.subscrever feeds

Cell Phones