Sábado, 17 de Fevereiro de 2007

(61) Amador

Amador
 
À volta dos Sentimentos
Erguem-se espelhos gigantes
Fazendo dos Pensamentos
Meras luzes cintilantes
Que se tornam diamantes
Quando acabam Sofrimentos.
se Sofrimentos não são,
são o oposto por certo.
no que toca ao Coração
o Pensamento é incerto
e nunca lhe chega perto
por estar preso à Razão.
mas a Razão bem conhece
que Coração a dirige.
e é nele que se esquece,
quando o Sentimento o aflige,
que o Amor só nos exige
o amor que ela merece.
Amor esse que nos quer
e oprime no seu manto.
para ele sou um qualquer
para mim ele é um espanto.
deste amor só quero tanto
quanto a mim o Amor me der.
Amador é o que ama
sem pensar no que é amar.
é o que sente aquela chama
que nele arde sem queimar,
e o fulmina devagar
no seu silêncio que brama.
 
Henrique Cachetas
publicado por poesiaemrede às 18:57
link do post | comentar | favorito
|
Site_Poesia_em_Rede
. Índice dos Poemas de Amor

.Poemas a Concurso

. Publicação Final

. (152) Cinzas

. (151) Sentei-me à beira-m...

. (150) Caí na desgraça

. (149) O amor é o fim

. (148) Um Mundo de Sonho/U...

. (147) O tempo

. (146) Não foi à primeira

. (145) Amor

. (144) Deixa o sol saber e...

. (143) Do Amor

. (142) História de vida (A...

. (141) Te quero...

. (140) Infinito

. (139) Sonhar é viver...

. (138) Momento de Amar

. (137) Amar com seis senti...

. (136) "Sem título"

. (135) Poema Tropical

. (134) O que sinto : é amo...

. (133) Play

. (132) Continua*

. (131) Tu és...

. (130) Amor de Noite e Dia

. (129) Aparece

. (128) Graças a ti...

. (127) Je T' Aime

. (126) Amanhecendo em ti

. (125) Sentimento do Amor

. (124) Querer Bem

. (123) Magia transparente

. (122) Margens de mim

. (121) Sou... Ser...

. (120) Hoje olho-te

. (119) Moras num livro

. (118) Pra que nome?

. (117) Solidão

. (116) "Triefe"

. (115) Partiste, sem satis...

. (114) União

. (113) Ode Única

. (112) Lá na esquina da ca...

. (111) Amor

. (110) Sinto...

. (109) Paixão Proibida!

. (108) Momento

. (107) Os olhos do meu amo...

. (106) Quero cada uma das ...

. (105) Tempo

. (104) O que é o amor?...

.Mais Poemas

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Limitações na base dos Blogs SAPO não nos permitem publicar, conforme prevíamos, um link directo para os primeiros poemas. Aos visados as nossas desculpas.

.Poesia em Rede

blogs SAPO

.subscrever feeds

Cell Phones