Quinta-feira, 8 de Fevereiro de 2007

(44) Ainda mais

AINDA MAIS

                    Busquei, querido amor, lá nesses céus,
                    A luz que me dá vida, que me guia,
                    Busquei a sua origem, dia a dia,
                    Até que a encontrei nos olhos teus.

                    Ergui, bem alto, a voz, orei a Deus
                    E pedi-lhe, repleto de alegria,
                    Que as emoções que, junta a ti, sentia,
                    Fossem, para sempre, os sonhos meus.

                    E se o amor me diz que a busca é finda,
                    Meu coração desperta em mil natais
                    Cada um brilhando em cor tão linda,

                    Que os nossos segredos serão iguais:
                    - Tu dizes que me queres mais ainda!
                    - Eu juro que te quero ainda mais!

                               Autor - TIAGO
publicado por poesiaemrede às 21:38
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Domingos do Carmo a 27 de Fevereiro de 2007 às 09:49
Amante confesso desta forma de poesia, o soneto, aproveito para dizer que gostei do conteúdo e da mensagem embora tenha a fazer um reparo. Tem 2 ou 3 versos sem a métrica correcta ou sem as tónicas nos sítios próprios. Mas creio que tem potencial para facilmente corrigir isso.
Parabéns.
De Zen a 9 de Fevereiro de 2007 às 11:37
Poema bonito,. É, em meu entender, um sério candidadto a vencedor. Parabéns.
De romã a 18 de Fevereiro de 2007 às 18:52
Bem feito! Que pena a gralha em "junta a ti".

Deverias poder corrigir...

Comentar post

Site_Poesia_em_Rede
. Índice dos Poemas de Amor

.Poemas a Concurso

. Publicação Final

. (152) Cinzas

. (151) Sentei-me à beira-m...

. (150) Caí na desgraça

. (149) O amor é o fim

. (148) Um Mundo de Sonho/U...

. (147) O tempo

. (146) Não foi à primeira

. (145) Amor

. (144) Deixa o sol saber e...

. (143) Do Amor

. (142) História de vida (A...

. (141) Te quero...

. (140) Infinito

. (139) Sonhar é viver...

. (138) Momento de Amar

. (137) Amar com seis senti...

. (136) "Sem título"

. (135) Poema Tropical

. (134) O que sinto : é amo...

. (133) Play

. (132) Continua*

. (131) Tu és...

. (130) Amor de Noite e Dia

. (129) Aparece

. (128) Graças a ti...

. (127) Je T' Aime

. (126) Amanhecendo em ti

. (125) Sentimento do Amor

. (124) Querer Bem

. (123) Magia transparente

. (122) Margens de mim

. (121) Sou... Ser...

. (120) Hoje olho-te

. (119) Moras num livro

. (118) Pra que nome?

. (117) Solidão

. (116) "Triefe"

. (115) Partiste, sem satis...

. (114) União

. (113) Ode Única

. (112) Lá na esquina da ca...

. (111) Amor

. (110) Sinto...

. (109) Paixão Proibida!

. (108) Momento

. (107) Os olhos do meu amo...

. (106) Quero cada uma das ...

. (105) Tempo

. (104) O que é o amor?...

.Mais Poemas

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Limitações na base dos Blogs SAPO não nos permitem publicar, conforme prevíamos, um link directo para os primeiros poemas. Aos visados as nossas desculpas.

.Poesia em Rede

blogs SAPO

.subscrever feeds

Cell Phones