Domingo, 4 de Fevereiro de 2007

(37) Para não deixar de pensar

PARA NÃO DEIXAR DE PENSAR


Conhecemo-nos num dia longínquo
Revelaste-me a plena essência do teu ser e eu a ti a minha
Não procurámos desvendar os insondáveis mistérios do Universo
Nem falámos acerca de lugares comuns.
A conversa informal, incomum,
Deu lugar a vastos e nobres sentimentos.

Despedimo-nos mais tarde, noutro dia longínquo,
Em que tomámos diferentes direcções,
Apesar de teres confundido todos os meus sentidos.
Separados pelo tempo e pelo espaço, inacessíveis
E sem promessas
E sem esperança.

Hoje, sei que sinto saudades Tuas.
Se sinto, o meu sentimento é por pensar em Ti.
Se choro, as minhas lágrimas são Tuas.
Se AMO, o meu Coração é Teu.
Tenho que to entregar pessoalmente,
Ele não está bem assim.

Se o meu sonho és Tu,
Então, não quero acordar desse sonho,
Porque no meu sonho
Penso em Ti perto de mim.

Na realidade, apenas posso pensar em Ti.
Estranha realidade,
Onde apesar de tudo,
Posso pensar em Ti.


Leonor Hoje

publicado por poesiaemrede às 02:05
link do post | comentar | favorito
|
Site_Poesia_em_Rede
. Índice dos Poemas de Amor

.Poemas a Concurso

. Publicação Final

. (152) Cinzas

. (151) Sentei-me à beira-m...

. (150) Caí na desgraça

. (149) O amor é o fim

. (148) Um Mundo de Sonho/U...

. (147) O tempo

. (146) Não foi à primeira

. (145) Amor

. (144) Deixa o sol saber e...

. (143) Do Amor

. (142) História de vida (A...

. (141) Te quero...

. (140) Infinito

. (139) Sonhar é viver...

. (138) Momento de Amar

. (137) Amar com seis senti...

. (136) "Sem título"

. (135) Poema Tropical

. (134) O que sinto : é amo...

. (133) Play

. (132) Continua*

. (131) Tu és...

. (130) Amor de Noite e Dia

. (129) Aparece

. (128) Graças a ti...

. (127) Je T' Aime

. (126) Amanhecendo em ti

. (125) Sentimento do Amor

. (124) Querer Bem

. (123) Magia transparente

. (122) Margens de mim

. (121) Sou... Ser...

. (120) Hoje olho-te

. (119) Moras num livro

. (118) Pra que nome?

. (117) Solidão

. (116) "Triefe"

. (115) Partiste, sem satis...

. (114) União

. (113) Ode Única

. (112) Lá na esquina da ca...

. (111) Amor

. (110) Sinto...

. (109) Paixão Proibida!

. (108) Momento

. (107) Os olhos do meu amo...

. (106) Quero cada uma das ...

. (105) Tempo

. (104) O que é o amor?...

.Mais Poemas

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

Limitações na base dos Blogs SAPO não nos permitem publicar, conforme prevíamos, um link directo para os primeiros poemas. Aos visados as nossas desculpas.

.Poesia em Rede

blogs SAPO

.subscrever feeds

Cell Phones